Sunday, July 03, 2016

Caldeirão


Recriando-me livremente.


No impulso, pluso. Isso, pluso.

Wednesday, June 29, 2016

Deglutiçao


Enquanto o meu corpo pulsa e o meu coração bate, a vida me engole. 

Monday, May 30, 2016

Eu continuo na utopia...


A minha maior vontade nem é a de andar com pouca roupa, mas sim a de dançar nua por aí, como os índios ou as crianças, ou como os bichos.  Livre de culpas seria o corpo. Isentos de julgamento seriam os olhos. E quem sabe assim, o coração teria uma chance de finalmente protagonizar a revolução. 

Sunday, May 29, 2016

Leis da inércia


Hoje acordei vergada pelo peso do matriarcado e do patriarcado, pelo desconforto causado por essas estruturas de ferro e concreto construídas apenas para a manutenção do poder. No final das contas, pondero: quem é mesmo que se beneficia com as prisões geradas pela ma-pa-trix? Preciso de natureza.

Tra(d)ição


Vontade incontrolável (ou seria inconsolável?) de queimar o Alcorão, a Torá e a Bíblia num ritual satânico. De começar do zero sem papéis. De acabar com esse jogo de poder matriarcal e patriarcal existente na sociedade judaico-cristã-mulçumana. De por um fim às hierarquias, à opressão, à desigualdade e de transitar apenas em conexões horizontais e coletivas. União de pares, união de pares, união de pares. 

Thursday, May 26, 2016

Amor


O melhor lugar do mundo é um coração quente. Pouso. Repouso.

Tuesday, May 24, 2016

Revisões


Eu mu(n)do de novo, sem pobrema.

Friday, April 15, 2016

Ilusão


O pior é acreditar que ainda estamos na Matrix, quando há muito já saímos dela.