Thursday, July 31, 2008

Gracias, Camino


Placa em Melide

Percorri o caminho para entender
que podemos viver sem meta, sem objetivo
Apenas com uma intenção
acreditando no sentimento e na intuição

Percorri o caminho para entender
que a vida se vive aqui e agora
E que o pensamento é o que confunde
o que já está escrito no nosso destino, na nossa história

Percorri o caminho para entender
que nunca entendemos nada
Apenas captamos uma fração
a voz que vem do coração

Percorri o caminho para entender
que só precisamos
dar um salto de fé
e aceitar a vida como ela é

Percorri o caminho para entender
que o demorar é uma ficção
Já que não há nada para questionar
apenas precisamos existir
e deixar o tempo fluir

Apenas precisamos
calar a mente
para poder sentir
o que se passa
dentro da gente

Apenas precisamos
ir ao encontro do nosso ser
caminhar e agradecer

Antes de partir



Comemoração na Catedral de Santiago no "Día del Apóstol"


Queria um segundo do imponderável
para ir ao encontro do inviável

Queria um minuto sem pensamento
para me entregar a este momento

Queria um mínimo de insanidade
para mergulhar na minha verdade

Queria um minuto sem noção
Para viver o que vem de outra dimensão

Queria enveredar na minha pureza
E abandonar qualquer tipo de certeza

Queria um fio de incoerência
para aceitar o que está fora da ciência

Queria um lampejo de intuição
para não desperdiçar o que acontece sem razão

Amigos, muchas gracias por los mantras!


Meditando ao longo do Caminho

Este foi o percurso que realizei, sempre em ótima companhia. Um obrigada gigante a todos os meus amigos queridos que me enviaram uma frase pensada por eles - um mantra único e especial - para que eu pudesse meditar a cada dia e sentir a presença do carinho e da amizade durante todo o Caminho.

Dia 1 – O Cebreiro – Caminhar
O Caminhar é o que importa (Ludmila)
Caminante no hay camino, se hace camino al andar (Miguel Alva)
Minha alma constrói o caminho. O caminho me ilumina (Danilo)
Que cada lágrima do meu rosto caia no chão que eu piso, misturando-se com a terra, tornando o caminho mais sólido para que meus passos sejam cada vez mais firmes (João)

Dia 2 – Triacastela – Momento
Viva cada momento como se fosse o último (Mami e Papi)

Dia 3 - Sarria – Consciência

Eu sou luz (Lígia)
Que parte minha quer viver essa experiência (Lara)

Dia 4 – Portomarín – Amor
O amor é o que há de mais importante no mundo (Mirela)

Dia 5 – Palas de Rei – Entrega
Sem controle, só entrega (Déa)
Alegria, alegria, alegria. A entrega para a felicidade e a renovação (Mau Campos)

Dia 6 – Melide – Proteção
Se Deus é por mim, quem será contra mim (Márcio)
OM MARITZE MAN SOHA - proteção física e espiritual (Paulinha)
Inteligência Divina Universal, Poder Curativo de Deus, em mim se manifesta em forma de luz no meu corpo, alma, mente e emoção (Roberta)
Espírito Santo, me conduza (Landa)

Dia 7 – Arzua – Verdade
Sempre escute a voz do seu coração (Niels)

Dia 8 – Rúa – Fé
Quando uma porta se fecha, outra se abre (Duquinha)
Eu sou a imagem e semelhança do meu Deus (Lili)

Dia 9 – Monte de Gozo – Transformação
Se você quer transformar o mundo, realize inovação no seu próprio interior (Fê de Paula)

Dia 10 – Santiago – Agradecimento
Obrigada, obrigada, obrigada (Pat Cintra)

Dia 11 – E o caminho continua...
Abra as suas asas (Dalva)

No Caminho VII


Depois de Sárria


No sé qué decirte
"No es que me calle lo que pienso, es que, a veces, no sé qué pensar. No es que oculte lo que me inquieta, es que me inquieta no saber lo que oculto.

Pero en ocasiones un rayo se irrumpe en el corazón de la lógica y tiemblan y laten las almas, pero no hay modo de sentir más que impotencia o desamparo.

No lo tomes a mal. Callo porque una voz más potente que cualquier frase no es capaz de balbucear ni de deletrear nada".

Folheando uma revista espanhola, encontrei um texto incrível do Ángel Gabilondo, reitor da Universidad Autónoma de Madrid e catedrático de Metafísica. O que está acima é apenas um trecho mínimo que copiei durante a viagem. A revista deixei lá no café para nao carregar peso extra.

No Caminho VI


Cruz de Santiago no caminho para Arzúa

Os milagres existem quando acreditamos em milagres

O universo conspira a nosso favor quando conspiramos a favor do universo

As respostas da alma vêm quando abrimos o coração e deixamos fluir a intuição

Banal falar. Ousado sentir.

No Caminho V


"Porta aberta" no caminho para Palas de Rei

Livre das arraigadas convicções
Aceitando ser, existir, estar.

No Caminho IV


Sinal no caminho para Monte de Gozo

Meu plano é não ter plano.
Alguém tem um plano melhor?

No Caminho III


Recados no caminho para Portomarín

Mesmo que amanhã seja diferente
hoje eu achei a resposta
Poderia ter sido em qualquer lugar
mas foi aqui, no Caminho
Gracias!

No Caminho II


Fonte no caminho de Palas de Rei

O pensamento gera contradição
No coração só há certezas

No Caminho I


Portomarín

A partir de cada instante
Tudo pode ser diferente
Nada impede
Nada prende

No Caminho - Dia Ø


O meu caderninho de anotações

Mau, você é um anjo enviado do céu. Amei ler o livro do Osho que você me deu. Durante a viagem de trem que realizei até o início do Caminho, fiz várias anotações no meu caderninho e copiei algumas frases para meditar no percurso. Obrigada!

Nem passado, nem futuro. O momento é tudo.
Só o amor elimina o medo.
Toda transformação evolui na direção do ser.
Eu me aceito, aceito o outro, aceito a vida.
A verdade é a autencidade do ser.
Tenho uma confiança profunda que a minha verdade interior vai se encarregar de tudo.

En el Museo de Arte Reina Sofia



El Gran Masturbador, Salvador Dali

En el Museo del Prado



Saturno devorando a un hijo, Goya

Monday, July 14, 2008

Nem desistir, nem tentar



Você já se sentiu assim?

Sem ação, sem emoção
Sem intuição
Sem resposta, sem pergunta
Sem sensação

Sem crer
Sem querer
Sem entender

Sem.

Sem vontade de lutar
E sem vontade de largar

Sem vontade de desistir
E sem vontade de ir

Sem vontade de aceitar
E sem vontade de rejeitar

Sem saber como deixar passar...

Você já se sentiu assim?
Em suspenso?